Non creo en brujas pero que las hay las hay

Padrão

Outro dia eu tinha a ilusão de que os números eram entidades exatas. Pura ilusão. Números são abstrações que criamos para facilitar a vida em sociedade e como tal têm uma profunda capacidade de confundir até as melhores cabeças.

Imagem: Google.com

Tem mais, os números são facilmente manipuláveis. Quem nunca se deixou levar por um 0,99 achando que estava fazendo um grande negócio?

Se você vai mais fundo na coisa acadêmica, piora. Começa a pensar em incertezas, que 1 kg no Rio de Janeiro pode ser mais pesado que em São Paulo (mesmo que de forma quase imperceptível, mas é), que os relógios não estão tão alinhados assim e por aí a coisa vai. Não existe nada muito exato, só aproximações e limites.

Numerologia

Não vou mudar meu nome, colocar um ‘l’ a mais ou trocar um ‘i’ por um ‘y’. Mas da mesma forma que leio meu horóscopo, leio as previsões numerológicas.

Sempre dizem que sou ótima e que é pra eu tomar cuidado. Acho que autoestima e um pouco de precaução não fazem mal a ninguém, continuarei lendo.

Também leio bula de remédio e modo de usar shampoo.

Números mentem, pessoas também

Então, como falei essa história dos números serem exatos, mesmo os inteiros em operações simples, é pura falácia. Tudo é questionável e interpretável. Existe um universo de dúvidas e que tais no dois mais igual a quatro, que eu acredito que a divisão entre ciências humanas e exatas traz mais atrasos que avanços para a tecnologia. Mas vamos deixar a filosofia de lado e falar do cotidiano.

Conheço muita gente louca. Surtada, que toma decisões bizarras como quase todos os seres humanos, baseadas principalmente no conceito científico de “o que vão pensar de mim?

E quando números estão envolvidos a coisa fica pior. Como uma amiga que usava sapatos apertados por se recusar a admitir que calçava 39-40. Depois queria trocar de sapato durante a noite, porque não aguentava dançar de tanta dor nos pés. Ou a amiga que decretou que a minha vida iria acabar com a chegada dos 30 anos e o pior inferno astral de todos os tempos. Ou meus amigos cariocas que não sabem o significado de chegar no horário. Marcar às 20h e todo mundo aparecer às 22h.

Alguém vai dizer que existe exatidão nisso aí?